Permeabilidade seletiva

Uma das principais características das membranas biológicas é a capacidade que elas têm de selecionar aquilo que deve entrar ou sair da célula, ou seja, nossas membranas são muito seletivas. Algumas substâncias atravessam nossas membranas enquanto outras não. Alguns elementos fazem essa travessia com muita facilidade, enquanto outros não. Essa capacidade de seleção dá a membrana plasmática uma característica chamada de permeabilidade seletiva. Classificamos as mais diversas substâncias em duas grandes classes, chamadas de alta e baixa permeabilidade.

QUE ELEMENTOS TÊM ALTA PERMEABILIDADE?

Via de regra substâncias que se dissolvem na gordura conseguem entrar e sair das células com facilidade. Essa capacidade é devido a sua natureza química. Existe uma regra básica da química que diz que semelhante dissolve semelhante e é esse princípio que essas substâncias utilizam. Como temos uma grande bicamada lipídica, tudo que é gordura ou tem afinidade por ela passa a membrana facilmente.

QUE ELEMENTOS ATRAVESSAM FACILMENTE NOSSAS MEMBRANAS?

Os gases, como o O2 e o CO2 são bons exemplos. Gorduras, colesterol, vitaminas lipossolúveis (A,D,E e K) e os esteróides como os hormônios sexuais estrógeno, progesterona e testosterona também são exemplos.

QUE ELEMENTOS TÊM BAIXA PERMEABILIDADE?

A baixa permeabilidade é devido à natureza química das substâncias. Uma substância hidrossolúvel não tem vida fácil em termos de movimentação entre os meios intra e extracelular. Essa característica é devido à falta de afinidade pela bicamada lipídica que funciona como uma barreira para a passagem das mesmas. Nesse caso elas irão precisar do auxílio de estruturas membranares que no nosso caso será exercido pelas proteínas que poderão abrir espaços ou se ligar especificamente ao elemento a ser transportado. No primeiro exemplo temos proteínas com função de canal e no segundo caso temos uma proteína carreadora.

QUE SUBSTÂNCIAS ATRAVESSAM COM DIFICULDADE A MEMBRANA?

Os íons como sódio (Na+), o potássio (K+), o cloro (Cl-) ou o Cálcio (Ca2+) se movimentam notadamente através de canais, chamados de iônicos. Outras substâncias como a glicose, pequenas proteínas ou aminoácidos serão movimentados pela ligação específica a uma proteína que no caso funcionará como carreadora e não mais como canal.


Matrículas abertas até 22/11
Não fique de fora!